Utilizar vários sistemas operacionais simultaneamente já é comum para muita gente e nessa última semana passou a ser comum pra mim também.
A criação de máquinas virtuais facilita bastante a vida daqueles que precisam utilizar um outro sistema operacional para testes ou estão presos a uma ferramenta que ainda não roda no seu sistema operacional favorito. O único problema é que o VMWARE era praticamente a única solução no mercado e apesar de ser uma ferramenta muito boa a diaba é paga.

Mas meus problemas acabaram-se quando descobri o QEMU, um emulador que oferece esse serviço, a uma velocidade tão boa quanto VMWARE e tudo open source. Fiz a instalação do XP e do Windows 2000 e os dois estão rodando beleza junto com meu Debian, compartilhando rede, som e arquivos entre si. A instalação é até bastante simples, e você só precisa de um pouco de paciência pois ela demora bem mais do que a instalação normal desses sistemas.

O que você precisa para instalar:
Uma distribuição Linux, uma máquina boa pois você irá rodar dois sistemas operacionais de uma só vez (eu fiz com um Celeron 2.6 com 512 RAM, pra ficar fino o ideal seria !GB) e espaço em disco é claro.

Para instalar eu segui os simples passos descritos pelo Morimoto em http://www.guiadohardware.net/artigos/303/.

Durante a instalação fiz algumas pesquisas no google e descobri mais algumas dicas que o Morimoto não fala:

– Não instale o QEMU do pacote rpm ou .deb, tive problemas com a versão empacotada pela Debian. Ele é fácil de compilar então sugiro baixar do site http://fabrice.bellard.free.fr/qemu/download.html e fazer o bom e velho, ./configure, make e make install. Isso serve tanto para o QEMU quando para o modulo de aceleração do kernel chamado de KQEMU. Na hora de compilar o QEMU o configure reclamou da versão do meu gcc, que é a 4. Então passei o prametro -cc=gcc33 para o configure, fazendo com que a instalação fosse feita com o gcc 3.3 que eu também tinha instalado.
– O Morimoto fala sobre um problema com a instalação do Windows 2000 que já foi corrigido, ao chamar a instalação do 2000 utilize o parâmetro -win2k-hack que resolve.
– Para compartilhar uma pasta do seu hd com a imagem instalada utilize o comando -hdb fat:/minha_pasta que ela aparecerá como uma unidade de disco.
– A opção -kernel-kqemu deixa a emulação ainda mais rápida mas infelizmente não pode ser utilizada durante a instalação.

E só pra completar, apesar de ter falado apenas de Windows, queria lembrar que o QEMU também funciona com distribuições Linux e se você for usuário Windows e quiser fazer o inverso, rodando uma distro Linux dentro do Windows, ele também consegue. Assim que tiver tempo coloco aqui os parametros para uma instalação Linux.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone